Canção do Hierofante, de Elder Carlos dos Santos


Canção do Hierofante, livro da autoria de Elder Carlos dos Santos, com o prefácio do prof Germano Machado, quem escreveu a orelha do livro foi o Ivan de Almeida, livro publicado pela Cogito Editora e a Editoração CEPA, 174 página.

Um livro muito diferente, de muitos livros de poesia que tenho lido, além da poesia o livro nos trás uma história, uma aventura, tanto em prosa quanto em poesia, com descrição, com verso, com quebra de versos, mas sempre trazendo algumas rimas. A sensação ao ler cada palavra é de estar lendo enigmas, e de fato é o que o livro Canção do Hierofante, nos trás, mistério, encanto, beleza, fantasia.

Elírio (uma das personagens do livro – personagem principal), para mim é como o Pequeno Princípe, de Antoine de Saint-Exupéry, um livro com uma grande beleza, e que ao mesmo tempo nos fornece uma grande carga poética, onde a personagem viaja, na busca de alcançar o objetivo, quem sabe de proteger ou de salvar o lugar onde vive, de descobrir o novo, de ganhar sabedoria, a partir de cada acontecimento. A natureza encontra-se presente no livro Canção do Hierofante, a natureza e seus elementos, terra, fogo, água, ar, a natureza e o seu ciclo, encontra-se presente em cada palavra do livro, os oroxás, as deusas mitológicas. Elder consegue unir ambos numa forma incrível, assim tornando o livro mais atraente, envolvente, levando ao leitor a curiosidade, a vontade de seguir em frente, e também se tornar um aventureiro a partir de cada página do livro.

Canção do Hierofante, se divide em IX partes, na primeira parte, muito tenho me encantado com a poesia “Mãe – Terra”, “(…) Em seu ventre me gerou / Deu-me o ponto de partida / Agradeço à mulher / Que aceitou me dar a vida (…)”, a profundidade dessa poesia é gigantesca, “(…) Desde quando nem me lembro / Sua mão é que me guia / Conforto na hora do medo / E calor na noite fria (…)”. E o agradecimento pelo cuidado, por tudo “(…) Agradeço pelo cuidado / Pelo olhar que se importa / Pela mão que enxuga a lágrima / Pelo colo que conforta (…).” A passagem dd cada poesia é como se fosse um enigma, a forma que a poesia ganha a rima, a forma que a poesia é traçada, cada ritmo e musicalidade. E dentro do livro uma história, em poesia, em prosa, muitas das vezes como se fosse um conto.

De todas as ajudas que o Elírio teve, de fato ele foi um guerreiro, não desistiu, por mais que o caminho ia se dificultando, ele não desistiu, conseguiu tirar forças, conseguiu se recompor, conseguiu fazer uso das palavras, teve as palavras como uma arma, e foi um guerreiro grato, e cada poesia um presente, um agradecimento, uma forma de compartilhar o que tem, o emprego das palavras.

O Elírio nasceu, viveu, e renasceu, renasceu como um Hierofante, um guerreiro, e o livro de fato emociona, encanta “(…) Acorda Hierofante! / Chama as deusas pra dançar / Porque a vida está lá fora / Convidando-lhe a chegar // Acorda Hierofante! / Toma as rédeas do destino / Com o saber do ancião / Com a inocência do menino(…).

A apreciação, a busca da força a partir de cada elemento da natureza, quem sabe um “Avatar”, “(…) Que eu seja forte como a terra / Sempre absoluto e acolhedora / Que eu seja forte como a terra, / Sempre terna e sempre mansa / Que eu seja forte como a terra / Com a pujança de um terremoto / E a paz de um campo de lírio (…)”, e assim foi escrito também a Canção do Fogo, a Canção da Água, a Canção do Ar, e até mesmo a Canção do Hierofante, e a sensação não é apenas de um enigma, como também de um ritual.

Valter Bitencourt Júnior

lancar-um-_1355225452951

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.