Recordações da memória

O mundo é imenso
O poeta vê o mundo
Em diversas formas.
Cantar é uma distração.
A vida é um passar
De tempo, passa os anos,
Passa tudo,
Fica o que deixamos.
Somos egocêntricos,
Mas, de coração sensível.
Temos tempo para amar,
Escondemos os nossos sentimentos,
Achando que vai ser para sempre.
O hoje é precioso,
O amanhã também,
O que passou, não passou:
– Recordações da memória.

Valter Bitencourt Júnior

Valter Bitencourt Júnior

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s