Fascista antes e depois de candidato e futuro eleito


Eu tenho de lhe convencer de que eu sou a pessoa certa, E você vai me eleger de acordo as minhas promessas. Eu me faço de boa gente, faço tudo em seu nome E você em mim acredita e eu depois lhe zombo. Dou risada da sua miséria e me faço de um bom moçoContinuar lendo “Fascista antes e depois de candidato e futuro eleito”

Valdeck Almeida de Jesus, trouxe algo para lá de interessante no jornal A Voz da Favela, com o título “Poeta ou Poetisa?”


Valdeck Almeida de Jesus, trouxe algo para lá de interessante no jornal A Voz da Favela, com o título “Poeta ou Poetisa?”: Poeta é substantivo se origem latina e grega. Poetisa é derivado (correspondente feminino) com o sufixo “isa”. “Designar a mulher como poetisa é diminuí-la intelectualmente. Eu mesma me intitulo poeta e acho desnecessárioContinuar lendo “Valdeck Almeida de Jesus, trouxe algo para lá de interessante no jornal A Voz da Favela, com o título “Poeta ou Poetisa?””

Faz Tudo o Que Prometeu Mas Não Atende o Que a Sociedade Pede


Hoje, eu passei uma pequena parte da tarde conversando com um amigo, ele sempre mostrou ter uma certa preocupação com o que vem se passando na sociedade. Pois bem, somos moradores de bairro periférico, sabemos o que se passar por aqui de bom a pior. Em um certo dia ele falou que foi convidado paraContinuar lendo “Faz Tudo o Que Prometeu Mas Não Atende o Que a Sociedade Pede”

Como lidar com os pais mal criados?


Essa pergunta me veio depois que eu li alguns artigos sobre “como lidar com os filhos mal criados”, é claro que eu não vou defender, que as crianças devem serem criadas de qualquer jeito, muito menos eu vou criar métodos de como deve criar uma criança ou de como deve ser um bom pai ouContinuar lendo “Como lidar com os pais mal criados?”

Valter Bitencourt Júnior: 3 Poemas


À procura Procuro algo em mim Entre duas pedras Dentro de um vulcão voraz. Procuro meu ser poeta, Que só o meu destino Pode encontrar! Onde não sei… Vejo tudo em neblinas. Luz do dia Desvenda-me como um poeta. Na minha vida Jamais avistaria isto Neste meu ser crítico, lasso, lamentável… Farei com que aContinuar lendo “Valter Bitencourt Júnior: 3 Poemas”

A Estrela de Natal Brotou em Janeiro: Poemas & Mais


Tinha apenas o botão, segundo mãe a flor iria brotar em qualquer dia, sim a flor nasceu, super linda, e eu por minha vez busco algumas poesias, leiam a poesia “Flor do dia” Flor do dia Como o sol nascendo, Você se aproxima, Flor do dia! Coração fantástico Se a vida Fosse a magia doContinuar lendo “A Estrela de Natal Brotou em Janeiro: Poemas & Mais”

Quanto a escrita? Vamos de 3 Poemas


Escreverei Escreverei faísca Quando tudo Estiver de cabeça Pra baixo! Escreverei chamas Para todas as paixões! Escreverei angústia Para todas as nostalgias. Azul e vermelho Não sei se escrevo céus; Não sei se escrevo fogos; Não sei se sinto mares; Não sei se escuto chamas! Tudo é um azul e vermelho Que no fim SeráContinuar lendo “Quanto a escrita? Vamos de 3 Poemas”

Quanto ao papa?


O fanatismo também mata, todo cuidado é pouco, principalmente quando se é referente a religião, celebridade, pessoas reconhecidas e famosa por milhares de pessoas, todos estes estão sujeitos a tudo que é tipo de ataque. Existe fãs capazes de fazer de tudo para está ao lado do ídolo, alguns passam do limite, até fazem dividas,Continuar lendo “Quanto ao papa?”

Matar o próprio preconceito é se olhar no espelho


Todo ser humano carrega dentro de si algum tipo de preconceito, poucas as pessoas são capazes de olhar no espelho e encarar a si mesma, quem sabe reconhecer os próprios erros, assim fazendo quem sabe uma crítica de si mesma. Todo ser humano pode mudar ao longo do tempo, pode deixar de lado o preconceitoContinuar lendo “Matar o próprio preconceito é se olhar no espelho”