Ricardo Boechat, depressão…


No ônibus, a gente sempre acaba ouvindo algumas conversas e outras, e uma delas foi sobre o Ricardo Boechat, um rapaz falando que o Ricardo Boechat foi um excelente jornalista, mas ele era depressivo, e que depressão é uma besteira, as pessoas tem de saber se fortalecer, e ser forte, outra pessoa passou a interagir e disse que existe pessoas que tem depressão e não sabe (e calou-se), o rapaz prosseguiu, quer dizer que eu vou terminar com a minha mulher e eu vou me matar? Muitas das vezes eu chego em casa a mulher quer assistir a novela, eu deixo ela assistir a novela, e compro outra televisão, eu tenho que trabalhar, ser forte, lutar para ter as minhas coisas…

Muitas das vezes fico observando essas pessoas falando sobre depressão, como se a depressão fosse algo que não existe, que é fácil de lidar… Que Deus o livre de que ele entre numa depressão, o ser humano não é forte a vida inteira, existe momentos bons e ruins, cada ser humano passa pelos seus momentos, são poucos que conseguem superar. Sempre quando escuto conversa como essa, fico pensativo, com a falta de sensibilidade de algumas pessoas, lembro de uma grande amiga que perdeu o pai, e entrou em depressão, lembro das lágrimas dela (e eu sem saber o que fazer, apenas buscando consolar em alguma forma com algumas palavras – seu pai, onde ele estiver, ele quer lhe ver feliz…), lembro dela deitada, um abraço bem fraco (leve), não via em sua face o sorriso, a memória sem funcionar direito.

Mas, quem sabe seja assim, muitas das vezes passamos a acreditar quando acontece com a gente mesma, logo o ser se torna sensível diante a tudo ao que falou. Viver em base de terapia, medicamentos, e saber que não pode parar, porque a depressão pode voltar caso pare, não é algo fácil. Saber que a mente pode levar o ser a fazer coisas que menos espera, não é fácil, o ser é capaz até de se matar, diante ao desespero, a não aceitação das pessoas, pior ainda quando a família abandona em momentos como esse.

13/02/2019, Facebook

Publicado por Valter Bitencourt Júnior

Valter Bitencourt Júnior, nasceu em Salvador, Bahia, Brasil, em 25 de junho de 1994, é anarquista, poeta e escritor brasileiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: