Choque


Deixei a música me levar…
Eu Deitado no sofá
Feito um cachorro esparramado…
Quem disse que o sofá não é lugar
Para deitar?
Viajei na música para outro lugar
Que não tenha gente,
Para outro lugar que não tenha
Carro, moto, prédio, casas…
Viajei, viajei para nunca mais voltar,
Viajei sem malas, não peguei o ônibus
Da esquina, não peguei o avião, o metrô,
Muito menos o trem…
Não pagarei a passagem
(Foda-se o imposto de cada dia)
Eu vou embora para nunca mais voltar.
Viajei na música para outro lugar!
Nesse lugar não tem nada,
Eu não quero nada, eu não quero
Nada que venha a ser outra coisa
A não ser o som ligado.
Não quero sentido na palavra,
Não precisa ter ritmo,
Não precisa… Eu só quero fugir
Pela minha imaginação.
Que música gostosa,
Nunca viajei tanto
A ponto de cair do sofá.

Acordei para a minha
Realidade de vida!

Publicado por Valter Bitencourt Júnior

Valter Bitencourt Júnior, nasceu em Salvador, Bahia, Brasil, em 25 de junho de 1994, é anarquista, poeta e escritor brasileiro.

Um comentário em “Choque

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: