Aguardente – Poema à Donald Trump

Todos os dias nasce um canalha na política
Para o desespero da sociedade…
A cada dia criam leis, fazem a guerra,
Matam quem não tem culpa, enganam,
Alienam o povo.


Todos os dias nasce um canalha na política
Para o desespero da sociedade…
A cada dia criam leis, fazem a guerra,
Matam quem não tem culpa, enganam,
Alienam o povo. Ainda nasce Aldolf Hitler
Na Sociedade, um governo corrupto nasce
Todos os dias, o fascismo se esconde por trás
Das propostas e de cada propagandas política.
Nasce Benito Mussolini todos os dias, na política,
Em tudo aquilo que dita ordem à sociedade,
E que no fim assassina milhares,
Fazem uso das palavras friamente,
E há quem acredite lealmente.
Todos os dias nascem filhos da puta
Para sustentar o sistema capitalista,
Para meter o medo nas pessoas,
Para rir da minha cara, da sua cara,
Da cara de todos. E a culpa da miséria social
É colocada na inflação, em um mundo de consumistas,
Dividido por classes sociais.
E a sociedade paga a própria penitência
Para o sustento do governo – desgoverno.
Todos os duas nasce gente de má índole,
Nasce gente querendo por a mão
Na gente e nos governar,
Todos os dias nasce alguém dizendo ser confiável
Para o massacre da sociedade.
Querem criarem milhares de muros de Berlim,
Querem criarem as cercas elétricas para a separação
Dos países. Todos os dias nasce
Um governo querendo ser um Deus, todos os dias
Nasce um Füher, as grandes milícias
A cada dia a se fortalecer, a guerra do estado e o tráfico,
Minha sociedade marginalizada, todos os dias
Criam campos de concentração, céu aberto,
Gás lacrimogênio a asfixiar, bala de borracha a deixar marcas,
Spray de pimenta a cegar.

É mais que necessário escrever, escrever para que tudo seja registrado, para se libertar, e libertar. Escrever é mais que necessário!

República Bolivariana de Venezuela – Comunicado

El Gobierno de la República Bolivariana de Venezuela expressa su preocupacón con los hechos de violencia que están llevando a cabo en la ciudad de Washington, Estados Unidos.


El Gobierno de la República Bolivariana de Venezuela expressa su preocupacón con los hechos de violencia que están llevando a cabo en la ciudad de Washington, Estados Unidos.

Venezuela condena la polarización política y el espiral de violencia que no hace sino reflejar la profunda crisis por la que actualmente atraviesa el sistema político y social de los Estados Unidos.

Con este lamentable episodio, Estados Unidos padece lo mismo que han generado en otros países con sus políticas de agressión. Venezuela aspira que en breve cesen los hechos de violencia y el pueblo estadounidense pueda finalmente abrirse un nuevo camino hacia la estabilidade y la justiça social.

Caracas, 06 de enero de 2021.

República Bolivariana de Venezuela – Comunicado

Google Doodles Homenageia Juliano Moreira

O Google Doodles homenageia Juliano Moreira, foi um médico psiquiatra baiano que nasceu em 1872 e faleceu em Petrópolis no ano de 1933. Juliano Moreira é considerado o fundador da psiquiatria no Brasil e foi o primeiro professor universitário a citar e incorporar a a teoria psicanalítica no ensino da medicina.


O Google Doodles homenageia Juliano Moreira, foi um médico psiquiatra baiano que nasceu em 1872 e faleceu em Petrópolis no ano de 1933. Juliano Moreira é considerado o fundador da psiquiatria no Brasil e foi o primeiro professor universitário a citar e incorporar a a teoria psicanalítica no ensino da medicina.

Juliano Moreira foi filho de família pobre e negro, após o falecimento da mãe (Galdina Joaquina do Amaral) aos 13 anos foi perfilhado por Manoel do Carmo Moreira Júnior. Com o apoio do Barão de Itapoã (médico e professor da Faculdade de Medicina na Bahia) a quem é afilhado, fez os cursos preparatórios e ingressou nos cursos de medicina, formou-se aos 19 anos com a tese Sífilis maligna precoce.

Representou o Brasil em congressos internacionais em Berlin, foi eleito presidente Honorário do 4° Congresso Internacional de Assistência a Alienados, foi congressista em Lisboa, Milão, Amisterdã, Londres e Bruxelas.

Fonte: Wikipédia

Juliano Moreira, Homenageado pelo Google Doodles.

3 Crianças Desaparecidas no Rio de Janeiro

Crianças desaparecidas no Rio de Janeiro, desde 27 de dezembro de 2020.


Estes são Lucas Matheus, Alexandre Silva e Fernando Henrique. Os três garotos desapareceram após irem brincar em um campo de futebol, em Belford Roxo, Rio de Janeiro, e não voltaram para casa. Eles continuam sumidos desde o dia 27 de dezembro de 2020. (A priori)

%d blogueiros gostam disto: