Diálogos Contemporâneos Porto Alegre: Com a Participação de Fernando Morais

“Diálogos Contemporâneos Porto Alegre”, com a participação de Fernando Morais, mediação de Juçara Dutra Vieira.


Fernando Morais, no Meta (Facebook).
Foto divulgação.

Dia, 30, às 19h, “Diálogos Contemporâneos Porto Alegre”, com a participação de Fernando Morais, mediação de Juçara Dutra Vieira, no Theatro São Pedro, entrada franca.

Lançamento do Livro “Ninguém em Casa” – Luiz Ruffato

Lançamento: “Ninguém em casa”, autoria de Luiz Ruffato.


Luiz Ruffato, no Meta (Facebook).
Foto divulgação.

02/12: lançamento do livro “Ninguém em casa”, autoria de Luiz Ruffato, em Pinheiros/SP, Livraria Mandarina, das 17h às 20h.

Concerto de Poesia: Nuno Rau Convida Mar Becker

Concerto de Poesia, organização Nuno Rau.


Nuno Rau, no Meta (Facebook).
Foto divulgação.

Dia, 27, às 15h, Concerto de Poesia, organizado pelo Nuno Rau, com a Mar Becker, no Zoom, entrada franca.

Lira Neto no “Encontro Com o Autor” (Sexta-Feira Que Vem)

“Encontro com o autor”, vai receber no dia, 26, sexta-feira, às 14h, o Lira Neto.


“Encontro com o autor”, vai receber no dia, 26, sexta-feira, às 14h, o Lira Neto, a transmissão será feita através do canal da Câmara dos Deputados, no YouTube e pela página da Biblioteca dos Deputados, no Meta (Facebook).

Roda de Leitura Com o Poeta Miró da Muribeca

“Miró da Muribeca é o nome poético e encarnado de João Flávio Cordeiro da Silva, poeta e performer.”


“Miró da Muribeca é o nome poético e encarnado de João Flávio Cordeiro da Silva, poeta e performer. Nascido no bairro de periferia Muribeca, em Recife (PE), é figura conhecida no circuito artístico alternativo da cidade. Publicou diversos livros de forma independente, entre os quais Quem descobriu o azul anil? (1984), Pra não dizer que não falei de flúor (2004), DizCrição (2012), aDeus (2015), a coletânea Miró até agora (2016) e O céu é no sexto andar (2021), o mais recente.

Os poemas do artista serão abordados na próxima Roda de leitura, em 24 de novembro. Neles, vê-se todo o lirismo de Miró aliado à sua força política e social, que desentranha a violência cotidiana a que são submetidas as pessoas negras e periféricas como ele.”

Foto divulgação.
%d blogueiros gostam disto: