Nada


Quero o nada,
E do nada quero
Fazer o silêncio.
Do silêncio, o nada.
Quero a paz, da
Paz o nada,
E de todo esse nada
Quero mergulhar
No meu próprio eu.

Valter Bitencourt Júnior

O Velório do Poeta Condoreiro


“Quarta-feira 6 de julho, data de falecimento (6 de julho de 1871), do poeta Antônio Frederico de Castro Alves, acontece às 9h, no Foyer do Colégio Ypiranga, o velório do poeta condoreiro. Após os lamentos e uma récita de poemas, poetas e estudantes saem em Cortejo com o caixão pela Rua do Sodré, em direção ao Largo 2 de Julho. Lá, em uma Roda de Poesia, o poeta Castro Alves levanta do caixão recitando a “Ode ao Dous de Julho”! Esse é o roteiro do espetáculo poético-teatral A Morte e a Ressurreição de Castro Alves.” Via: Douglas de Almeida

Bienal do Livro de São Paulo: Sessão de Autógrafos do Livro “A Falta” – Xico Sá


Foto divulgação.

Segunda-feira, 4, sessão de autógrafos do livro “A Falta”, autoria de Xico Sá.

%d blogueiros gostam disto: