Festa Literária de Penedo (Flipenedo)


Foto divulgação.

A prA programação da Festa Literária de Penedo (Flipenedo) está fechada. Durante os dias 28, 29 e 30 de abril, a cidade berço da cultura alagoana terá feira de livros, sarau literário, oficina de escrita criativa, contação de história, palestras, debates, recitais de poesia e shows musicais.

Antes de tudo isso, a Flipenedo abre no próximo dia 23 a Sala da Criatividade na Escola Municipal Barão de Penedo, atividade para professores da rede pública coordenada pelo ator e produtor cultural Chico de Assis e a atriz penedense Daniela Cattivaz.

A festa literária tem concurso de redação para estudantes das escolas de Penedo e reserva para a noite de sexta-feira, 29, a premiação do 8º Concurso Literário Cidade do Penedo, organizado pela APLACC (Academia Penedense de Letras, Artes, Cultura e Ciência) com apoio do governo Ronaldo Lopes.

A Flipenedo é mais um evento que a gestão Crescendo Com Seu Povo promove para estimular o intercâmbio entre penedenses e produtores culturais, resgatando a importância do município no cenário alagoano.

Ao mesmo tempo, a Prefeitura de Penedo investe na ampliação do calendário de eventos da Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Juventude, estimulando a geração de emprego e renda na cidade que recupera e cuida do seu patrimônio.imônio.

Maurício Melo Júnior, Meta (Facebook)

Resenha Sobre o Livro “Big Jato”


Fazendo a leitura de cada página do livro “Big Jato”, autoria de Xico Sá, enxerguei todo um ambiente bruto, bruto na questão de todo um ambiente que ainda não se desenvolveu e personagens que se apresentam de forma matuta.

A curiosidade do filho para com o seu pai, que limpava todo os dejetos da vizinhança e jogava longe, e a cada dia jogava mais ainda longe, toda a merda produzida pela comunidade e toda a sujeira que ela fazia. Muitos faziam como se não fosse eles que defecaram, como se toda aquela bosta que o Big Jato carregava para jogar longe não saísse da barriga deles.

O pai que amava os Beatles, quando embriagado falava até inglês, a mãe que fazia com que o “velho” assinasse uma revista para que assim ela possa fazer a leitura, um tio doidão, que poderia colocar os filhos a perder, e um “Deus lhe dê juízo para que você não seja igual ao seu pai/tio”. Alguns dos filhos sentia vergonha do pai, o bullying na escola, devido ao pai trabalhar carregando toda aquela merda da comunidade. E um dos filhos que se orgulhava de seu pai.

Tudo foi se tornando uma espécie de dever, rotina que ambos foram se adaptando ao ponto de não se incomodarem mais com todo o dejeto que carregavam. Algo que muito me chamou a atenção, quando a pessoa se embriaga ela fala a “verdade”, e também derrama lágrimas.

"Big Jato", autoria de Xico Sá.
Livro “Big Jato”, autoria de Xico Sá.

O livro “Big Jato”, levou-me a uma viajem que eu fiz quando tinha mais ou menos 8 ou 9 anos de idade, viajei com a minha avó para Serrolândia/BA e quando cheguei lá o banheiro era no lado de fora, o vaso sanitário era um buraco no chão onde todos defecava, com o tempo tudo foi mudando, quando voltei lá, o banheiro não era mais um buraco no chão, mas já era um vaso sanitário, mesmo assim continuava no lado de fora, o tempo foi passando e hoje em dia o banheiro é dentro de casa. Mesmo a gente estando no ano de 2022, ainda há algumas casas, que o banheiro continua sendo o mesmo, apenas um buraco no chão e muitas das vezes alguns blocos nas laterais fixo ao concreto.

E toda a descoberta do filho, que aos poucos se tornava homem, seus desejos, sonhos e fantasias, o primeiro gole de cachaça e a primeira vez que perdeu o “cabaço”, quando dirigiu o Big Jato e o seu pai ganhava tempo para poder beber mais. Ah, e o rádio funcionava bem quando subia a ladeira e era algo que o filho muito gostava era quando subia a ladeira, era momento de delírio, interrogações… E a pergunta, se fulano caga(?), se ciclano caga (?)… Isso mostrava o lado humano de todos, dos famosos, das moças bonitas e até mesmo do Papa.

E esse era o trabalho, chegando em casa ele sentia a sensação de dever cumprido e para ele isso já era tudo, muitas das vezes presenteava seus filhos, presenteava até quem tinha vergonha dele. (Mas, essa parte eu deveria ter escrito mais acima)

Então convido aos amigos e amigas para que leiam o livro e tirem as suas próprias conclusões.

Big Jato, autoria de Xico Sá, à venda na Amazon.

Palavra & Ponto: Marcus Vinícius Rodrigues Convida Aleilton Fonseca


Ria Livraria e Paulo Scott Oferecem: Oficina Presencial Com Paulo Scott “A Personagem no Romance Hoje”


O Autor do livro “Marron e Amarelo”, Paulo Scott, vai administrar a oficina “A Personagem no Romance Hoje”, oficina presencial na Ria Livraria , Rua Marinho Falcão, 58, 2º Andar, Vila Madalena, dia 8 de abril, das 18h às 20h e no dia 09 de abril, das 16h às 18h. E o lindo de tudo é que há ato de solidariedade, pois todo o cachê do autor será doado para a ONG Interferência Gerida Pelo Escritor Ferréz. O valor é de 200 reais, com vagas limitadas e será oferecido uma bolsa.

Último Dia de Inscrição: A Arte da Biografia – Como Escrever História de Vida


Hoje é o último dia de inscrições com preço promocional para o curso “A arte da biografia: como escrever histórias de vida”, que começa na segunda-feira.

As aulas serão ao vivo, de 4 a 8 de abril, das 20 às 22 horas. Elas ficarão gravadas e estarão disponíveis para os inscritos, que as poderão assistir, em qualquer dia e horário, por até uma semana após a conclusão do curso (sem possibilidade de download).

Para inscrever-se, clique no link: https://www.liraneto.net/plans-pricing

Lira Neto, no Meta.
%d blogueiros gostam disto: