Sistema


Crianças tão inocentesBrincam de barquinhosDe papel, e avião de plástico,E… Como pode?Ter um ser assimTão poeta…Os jovens são tãoLigeiros, e degustamTantas coisas novas,Como pode?…Serem tão poetas.O adulto que correEm busca de coisas sériasQue perdem tanto ao estado,Mas às vezes tanto reclamamComo pode?Poetas que vivenciou a vida,E esse sistema que quer verOs nossos olhos fechados.