A vida


Meu amor acordou de braços abertos E eu abracei-me, sem mais E nem menos. Meu amor Assobiou em minha audição, E me fez respirar o aroma Das flores – Carpe Diem! Sorri para as árvores. Distante as crianças Brincavam na praça, Senhores de idade se balançavam Na balança e se declaravam Um para o outro:Continuar lendo “A vida”

Algo para ser debatido


Hoje em dia as pessoas que falam em voto nulo, que não vai votar em 2018, sequer sabe o que venha a ser “anarquismo”, muitas dessas pessoas acreditam que votar nulo neste ano será um ato cívico contra aqueles que se encontram “no poder”, e vão votarem nulo em nome da democraria, uma forma deContinuar lendo “Algo para ser debatido”

Rui Costa é o Resquício de Um Governo Que Precisa Ser Extinto


 Rui Costa é o resquício de um governo que tem por necessidade de ser extinto, pois a Bahia esta entregue a marginalidade, e a cada dia o governo forma novos policiais, mas não investe em armamento adequado, e muito menos leva proposta para melhorar as unidades de polícia militar nos bairros periféricos,    A formaçãoContinuar lendo “Rui Costa é o Resquício de Um Governo Que Precisa Ser Extinto”

Restrição e Preconceito na Wikipédia


Mais uma vez tive o meu perfil Valter Bitencourt Júnior da Wikipédia bloqueado, memo com a minha justificativa de que não trata-se de um fantoche, esse bloqueio é nada mais nada menos como uma forma de restringir novos artigos, referente a poetas e escritores baianos, assim como artistas, que por sua vez teve uma grande trajetória nos meios artísticos e cultural,

Essa página seria uma forma de nada mais nada menos que consetar um erro que tenho feito em uma conta criada com o nome Valter bitencourt júnior (onde o sobrenome encontra-se em minúsculo), os administradores me bloquearam milhares de vezes, sem que eu possa sequer desenvolver um artigo. Assim foi o que fizeram com o meu perfil Valter Bitencourt Júnior, depois de ter lido e aprendido a criar páginas na Wikipédia, e artigos com referências confiáveis, eles por sua vez fizeram questão de ir contra os meus artigos, um dos artigos muito importante sobre o artista plástico, poeta e professor, Almandrade, onde dessa vez tive o apoio de um dos usuários da Wikipédia.

Falando um pouco da literatura brasileira, parte de meus estudos…


Aprendi a amar a literatura, gosto da literatura brasileira e a sua história, do quinhentismo ao contemporâneo. Admiro a história da literatura brasileira assim como o surgimento e origem do povo brasileiro, apesar de todo o confronto que teve devido a escravização e a injustiça social que vivemos pelos colonizadores, que tinha por interesse de tornar o Brasil coroa parte da coroa de Portugal, da descoberta do povo brasileiro em 1500 para o surgimento dos povos brasileiros e suas formações em 1530.

Discurso – “Valter Bitencourt Júnior, consagrando-se membro da Academia de Letras de Teófilo Otoni”


Eu, Valter Bitencourt Júnior, só tenho a agradecer, por poder fazer parte da Academia Teófilo Otoni, pois juventude aprenda a explorar o melhor que se é oferecido, para a vida, e desfrute na melhor forma possível, brigue pelos os direitos, e sempre busque, o jovem por sua vez tem que aprender a ser protagonista. Cada ser tem um destino, e o meu destino são as palavras, assim como o meu trabalho, no qual busco a desenvolver, na melhor forma possível, para que no meu futuro fique a minha história, e que a minha história de vida não seja uma história qualquer, que também tenha os seus segredos, e mistérios.

Canção do Hierofante, de Elder Carlos dos Santos


Canção do Hierofante, livro da autoria de Elder Carlos dos Santos, com o prefácio do prof Germano Machado, quem escreveu a orelha do livro foi o Ivan de Almeida, livro publicado pela Cogito Editora e a Editoração CEPA, 174 página.

August Rush O Som do Coração – Diretor Kirsten Sheridan


O Filme O Som do Coração, filme dirigido por Kirsten Sheridan, fez com que eu reflita,e perceba o quanto a vida é importante, e que cada ser humano tem um destino, e cada ação que fazemos esta ligado a vida que vivemos.

Livro: Visões da Crise


O livro Visões da Crise foi organizado por Adhemar dos Santos Mineiro, Luiz Antônio Elias, César Benjamin e tem como contraponto a CORECON-RJ (Conselho Regional de Economia do Rio de Janeiro), SINDECON-RJ (Sindicato dos Economistas do Rio de Janeiro), IERJ(Instituto dos Economistas do Rio de Janeiro), com projeto gráfico feito por Regina Ferraz, revisão tipográfica feita por Tereza da Rocha, trata-se de uma primeira edição de outubro de 1998, com uma tiragem de 3000 exemplares, foto da capa feita por Pedro Lobo.