Roda de Leitura Com o Poeta Miró da Muribeca

“Miró da Muribeca é o nome poético e encarnado de João Flávio Cordeiro da Silva, poeta e performer.”


“Miró da Muribeca é o nome poético e encarnado de João Flávio Cordeiro da Silva, poeta e performer. Nascido no bairro de periferia Muribeca, em Recife (PE), é figura conhecida no circuito artístico alternativo da cidade. Publicou diversos livros de forma independente, entre os quais Quem descobriu o azul anil? (1984), Pra não dizer que não falei de flúor (2004), DizCrição (2012), aDeus (2015), a coletânea Miró até agora (2016) e O céu é no sexto andar (2021), o mais recente.

Os poemas do artista serão abordados na próxima Roda de leitura, em 24 de novembro. Neles, vê-se todo o lirismo de Miró aliado à sua força política e social, que desentranha a violência cotidiana a que são submetidas as pessoas negras e periféricas como ele.”

Foto divulgação.

Caneta Azul é a Música Que Vem Causando Inveja a Milhares de Artistas


Manoel Gomes
Manoel Gomes, autor da música “Caneta azul”, imagem tirada da internet.

Quem imaginaria que um vigilante conseguiria alcançar milhares de acessos, com uma música em que muitos acreditavam que jamais faria sucesso, quem sabe o humor muito tem ajudado, ou a zoeira, os memes  criados a partir da letra “Caneta Azul” contribuiu para que Manoel Gomes, passasse a ficar conhecido por milhares de brasileiros.

O Fabrício Carpinejar, publicou um texto muito bom na página oficial dele, com o título “O sucesso de cante azul é bullying”, as pessoas gostam de rir do outro, e isso muito tem ajudado para que o vídeo de Manoel Gomes acabasse se espalhando pelas redes sociais. E isso causa muita inveja nos artistas que passam boa parte da vida produzindo canções com letra, melodia, ritmo… mas, não consegue alcançar um grande público com o que vem produzindo.

As pessoas estão fugindo de tudo aquilo que é sério, elas querem rir, querem brincar e quem sabe zoar com o próximo ou consigo mesmo, diante ao que vem se passando em nosso país, o humor também tem o seu lado positivo. O bullying, não é brincadeira, e saber lutar contra o bullying é quebrar as barreiras, tudo o que parecia ridículo para alguns, acabou se tornando em algo incrível, e ao mesmo tempo admirável.

Manoel Dias, ganhou o seu momento de fama, hoje eu fui na casa de um amigo e ouvi um cantor da banda Lambasaia, cantando a música “Caneta azul”, pessoas ouvindo na maior zoeira, bebendo, comendo, rindo, se divertindo (algo que as pessoas não deixam de fazer mesmo em tempo de crise, desemprego e vários outros problemas do dia-a-dia, as pessoas sempre estão buscando formas de se divertir).

Lembrei do MC Beijinho, e da música “Me libera nega”, foi a história de um artista preso, que por sua vez ganhou uma grande repercussão, mostrou-se uma pessoa cheia de sonhos, com muitas outras músicas escritas, mas que não teve a mesma repercussão que a música “Me libera nega”, o MC Beijinho, teve o seu momento de fama, hoje em dia é raro a gente vê o nome dele sendo citado nas rádios, rede de televisão e até nas redes sociais.

O problema de toda essa fama, é que ela vem e depois vai embora e o artista muitas das vezes acaba ficando no anonimato.

Isso mostra também, que produzir arte em nosso país, pode até ser uma tarefa fácil, difícil mesmo é ser reconhecido e se manter no auge.

 

Artista não se vende


À poesia foi subordinada,
Não, não, na verdade
Compraram os poetas,
Compraram os escritores,
Compraram os pintores,
Compraram os cantores,
Compraram os artistas.
Compraram as palavras,
A poesia não foi subordinada,
Subordinada foi os poetas,
Os escritores, os compositores,
Os pintores, os cantores,
Os artistas.
Todos foram divididos,
Cada um com seu partido,
Cada um com suas ideias,
Cada foi comprado,
Alguns se maqueiam,
E outros tentam mostrar
Transparência.
Não, não, na verdade
Estes não são poetas,
Escritores, compositores,
Pintores, cantores…
Estes na verdade não se subordina,
Busca vencer a vida,
Busca quebrar barreira,
E todas as palavras
Escritas, quando vem
De quem foi subordinado,
Não tem cor, não tem gosto,
E mata o tempo,
Engana os seres…
Poetas, escritores, compositores,
Cantores, artistas,
Não se subordinam,
Mas uma coisa se sabe:
– Nem todo cristão é fiel.
Existe quem haja
Com má fé!

Restrição e Preconceito na Wikipédia

Mais uma vez tive o meu perfil Valter Bitencourt Júnior da Wikipédia bloqueado, memo com a minha justificativa de que não trata-se de um fantoche, esse bloqueio é nada mais nada menos como uma forma de restringir novos artigos, referente a poetas e escritores baianos, assim como artistas, que por sua vez teve uma grande trajetória nos meios artísticos e cultural,

Essa página seria uma forma de nada mais nada menos que consetar um erro que tenho feito em uma conta criada com o nome Valter bitencourt júnior (onde o sobrenome encontra-se em minúsculo), os administradores me bloquearam milhares de vezes, sem que eu possa sequer desenvolver um artigo. Assim foi o que fizeram com o meu perfil Valter Bitencourt Júnior, depois de ter lido e aprendido a criar páginas na Wikipédia, e artigos com referências confiáveis, eles por sua vez fizeram questão de ir contra os meus artigos, um dos artigos muito importante sobre o artista plástico, poeta e professor, Almandrade, onde dessa vez tive o apoio de um dos usuários da Wikipédia.


Mais uma vez tive o meu perfil Valter Bitencourt Júnior da Wikipédia bloqueado, memo com a minha justificativa de que não trata-se de um fantoche, esse bloqueio é nada mais nada menos como uma forma de restringir novos artigos, referente a poetas e escritores baianos, assim como artistas, que por sua vez teve uma grande trajetória nos meios artísticos e cultural,
   Essa página seria uma forma de nada mais nada menos que consetar um erro que tenho feito em uma conta criada com o nome Valter bitencourt júnior (onde o sobrenome encontra-se em minúsculo), os administradores me bloquearam milhares de vezes, sem que eu possa sequer desenvolver um artigo. Assim foi o que fizeram com o meu perfil Valter Bitencourt Júnior, depois de ter lido e aprendido a criar páginas na Wikipédia, e artigos com referências confiáveis, eles por sua vez fizeram questão de ir contra os meus artigos, um dos artigos muito importante sobre o artista plástico, poeta e professor, Almandrade, onde dessa vez tive o apoio de um dos usuários da Wikipédia.
   Também tenho feito um artigo sobre o acadêmico, poeta, ficcionista, ensaísta e professor universitário Aleilton Santana da Fonseca, assim como tenho escrito um artigo sobre o Dicionário de Escritores Contemporâneos da Bahia, e logo foi colocado para eliminação rápida, e um artigo sobre o poeta e escritor, Gilberto Nogueira de Oliveira.
   Um dos grandes jornais de literatura de Curitiba, tem um artigo que sequer foi desenvolvido, onde a última edição foi escrita em 2009, eu por minha vez busquei dá continuidade a esse artigo sobre o Jornal Rascunho, jornal de suma importância e de grande circulação nacional, que tem grandes colunistas, como por exemplo Affonso Romano de Sant’Anna, Alberto Mussa, Flávio Carneiro, Luís Henrique Pellanda, Raimundo Carrero, dentre outros.
   É a Wikipédia por sua vez fazendo um grande trabalho de restrição, na Wikipédia tem muita gente que por sua vez vem buscando fazer um trabalho de ditador militar, queima de arquivo, onde dentro da Wikipédia tem uma panelinha que foi criado para a eliminação de artigo, para a limitação de contribuições de pessoas também séria, que tem por finalidade de contribuir com a Wikipédia.
   Falta muitos escritores da Bahia na Wikipédia, gente que tem um trabalho sério, que participa de sarais, antologias, que tem diversos livros publicados, que faz parte da Academia de Letras da Bahia (que sequer tinha uma foto foi eu que coloquei), que também organiza eventos, saraus, antologias, na Wikipédia tem um usuário chamado Stego, que tem colocado qualquer tipo de artigo criado por mim, como “eliminação por consenso”, fui perseguido, até ficheiros ele eliminou.
Chega de restrição na Wikipédia, chega de preconceito, perseguição!
Valter Bitencourt Júnior
 16003302_320926988308695_5663215152821166805_n
%d blogueiros gostam disto: