Política brasileira

Parafraseando Carlos Drummond de Andrade
A sociedade
Quer saber quem corrompe mais
Se é a direita ou a esquerda.

Enquanto isso o Bolsonaro
Tira ouro do nariz.


Parafraseando Carlos Drummond de Andrade

A sociedade
Quer saber quem corrompe mais
Se é a direita ou a esquerda.

Enquanto isso o Bolsonaro
Tira ouro do nariz.

Estamos indo de mal a pior…

 A sociedade vive apanhando, nem sempre tem para onde correr, muitas das vezes parte da sociedade tem que se submeter ao patrão para se manter no emprego, mesmo que trabalhe em situação precária, trabalha para poder comprar o pão de cada dia, trabalha para pagar a conta de luz, água, fazer a compra do mercado… muitas das vezes sequer sabe o que é diversão, não sabe o que venha a ser o teatro, o cinema, o circo, os pontos turístico da própria cidade.


A sociedade vive apanhando, nem sempre tem para onde correr, muitas das vezes parte da sociedade tem que se submeter ao patrão para se manter no emprego, mesmo que trabalhe em situação precária, trabalha para poder comprar o pão de cada dia, trabalha para pagar a conta de luz, água, fazer a compra do mercado… muitas das vezes sequer sabe o que é diversão, não sabe o que venha a ser o teatro, o cinema, o circo, os pontos turístico da própria cidade. Muitos sequer sabem o que é arte e cultura. Para muitos a diversão se encontra apenas no reunir a família e se alcoolizar, fazer um churrasco e depois colocar a mão na cabeça para pagar a dívida e depois criar uma nova dívida, claro que nem sempre com a família, tem gente que vive desgostoso da vida, mas mesmo assim carrega o lema “vida que segue”, muitos já estão acostumados com o pouco que o sistema oferece, muitos estão acostumados também a perder tudo para o sistema em que vive.

Quanto a aposentadoria? Quem sabe a minha geração futura sequer venha a saber o que significa aposentar! Diante a cada desvio de dinheiro, diante a cada lei criada pelos governantes para dificultar a vida de boa parte da sociedade. Querem tirar o direito daqueles que nada tem, querem que a desigualdade social continue crescendo, nos enganam em tudo que é lado. Quem sabe a música “Ouro de tolo”, cantada por Raul Seixas, vem sendo super atual. Querem que trabalhemos, trabalhemos e trabalhemos até a morte. Não querem que a gente reclame e peça melhorias salariais, boas condições de trabalho (os devidos equipamentos de segurança, vendo-se bem que há trabalhadores que sequer sabe o que é equipamento de segurança, no trabalho), plano de saúde, transporte, quanto ao INSS? Já tem gente morrendo na fila do INSS.

Eu sempre digo que o Brasil é o país que mais emprega, e, que mais ainda desemprega! O desemprego continua batendo na porta do povo brasileiro. Hoje em dia, muitos querem abrir o próprio negócio, poucos tem como se manter, alguns são vendedores ambulante, abre um pequeno comércio, vende cosmético… Trabalhar com a carteira assinada vem se tornando um “grande luxo” em nosso país. E vem as greves, greve até de polícia militar. Hoje, 11 de março de 2020, eu fui no Banco da Caixa, eu encontrei tudo fechado, pois os seguranças estão em greve por tempo indeterminado… E tudo vem mostrando, que tudo vai mudar de mal para pior, nesse governo Bolsonaro, se já estava ruim pior vai ficar, alguns vão dizer que é pessimismo da minha parte, acredito que não, até porque tudo está visível.

Para esse governo tem que ter “menos direito e mais trabalho”, para o ministro da economia a empregada doméstica não tem que ir a Disney… Já fizeram piada até com o décimo terceiro, quem está ligando para o PIB, quanto ao dólar? Já está quase a 5, né? E quem vai tirar esse governo? Até porque, a Dilma tiraram. O Bolsonaro, a turma do Bolsonaro, já deveria ter um impeachment contra ele faz é tempo. Na verdade esse governo nunca deveria ter sido eleito, diante aos discurso de ódio e preconceituoso, fake news, notícia distorcida, caixa 2 promovida pelos senhores empresários e a falta de proposta para as devidas melhorias sociais. Quem sabe a luta deles era para fazer a Reforma da Presidência, apenas isso. Este governo pertence aos empresários, banqueiros e os ricos. Quanto ao pobre? O pobre não tem vez no governo Bolsonaro!

Eleitor não tem que ser refém de político


Não se deve se submeter as tirania e autoritarismo do governo, pelo fato de ter votado nele. Cabe o eleitor lutar pelos seus direitos e não cruzar os braços, todos nós quanto cidadãos e contribuintes do Estado temos de lutar juntos para que haja as devidas melhorias. Enquanto a sociedade continuar se dividindo em partes, mais ainda o sistema terá poder sobre ele.

Quem faz as devidas transformação social é a sociedade que luta, reivindica, protesta, manifesta. Não se deve cruzar os braços para o governo Bolsonaro, não se deve se fazer de cego, pois esse governo é perverso e não é de agora que eles vem mostrando isso. Desde as campanhas de 2018, que Bolsonaro, a turma do PSL, a bancada evangélica… vem mostrando o quanto são autoritários, preconceituosos e doentios.

O eleitor tem poder, a sociedade em si tem poder e a capacidade de lutar contra os males que o governo impõe no dia a dia. Digo com toda a propriedade, que muitos dos que votaram em Bolsonaro, se encontram arrependidos, muitos estão querendo que esse mandato de Bolsonaro passe logo. É necessário que a sociedade cobre de imediato o impeachment contra Bolsonaro e de muitos que se encontra lá, germinando discurso de ódio e preconceituoso, criando fake news e distorcendo notícias.

Não se deve passar a mão na cabeça de Bolsonaro, enquanto continuarem passando a mão na cabeça de Bolsonaro pior será! Quem será a próxima vítima de Bolsonaro? Esse governo é grosseiro, Bolsonaro e a turma dele é grosseiro, pouco se importa com a sociedade!

Tem que matar?


Segundo Doria, governador de São Paulo, a partir de janeiro (2020) a polícia vai atirar para matar. É como se a polícia já não estivesse atirando para matar, a quantidade de pessoas assassinadas pela polícia vem aumentando e muito. Pelo o que a gente vem observando, a polícia já vem ensaiando, nesse ano (2019), com relação as mortes de 9 jovens em baile funk de São Paulo, nesse mês de dezembro, uma verdadeira emboscada da polícia contra parte de uma sociedade já marginalizada, que curte um estilo musical (funk) criminalizado por parte da sociedade e pelo sistema em si. Enquanto isso os governos e até mesmo o Ministro da Justiça, Sérgio Moro, vem criando leis como por exemplo o projeto “anticrime”, um projeto de lei criminoso, que visa massacrar os pobres, negros, moradores dos bairros periféricos… querem dá licença para matar!

No governo Bolsonaro, não esperamos mais nada, diante aos discursos de ódio e preconceituoso dele, diante a formação de um novo partido criado por ele, com o nome Aliança Pelo Brasil, inclusive Bolsonaro ganhou até uma placa com o nome Aliança Pelo Brasil, feito com cápsula de arma, quanto ao número do partido? 38. Isso mostra o quanto esse governo é doentio e pouco se importa com o seu povo, prega o armamento da sociedade, sociedade essa vítima deste sistema perverso do próprio Estado, que marginaliza para depois mandar prender ou matar.

Uma Ameaça de Um Novo AI-5 Jamais Vai Conter Uma Sociedade Que Sabe Que Não Tem Nada a Perder


Que o governo saiba, que a luta social é muito mais forte do que se imagina, quando tudo explode não há quem segure os que sabem que não tem mais nada a perder. Quem provoca todo o caos é o próprio Estado, que visa tirar dos que nada tem, que cobra impostos absurdos, que tira da educação, da saúde, da segurança.

O Estado provoca o caos, porque diante a geração de emprego ele também gera o desemprego, a sociedade é controlado em tudo que é forma, principalmente pelo sistema capitalista, sistema esse que nos divide em ricos e pobres. E para o Estado, é necessário que exista a pobreza para que tenha quem limpe a sujeira dos ricos, quem faça a mão de obra barata, que pague imposto, que trabalhe e trabalhe, muitas das vezes sem o direito ao descanso e quem sabe o almoço, tem que existe quem se humilhe para poder suprir as próprias necessidades, a de comprar roupas, alimentos…

Se o Brasil virar o Chile, como muitos vem pregando, é graças ao próprio governo e as suas tiranias, de tentar se mostrar maior e superior aos anseios da sociedade, é graças ao governo que não aceita críticas e sugestões para que seja feita as devidas melhorias, governo este que trabalha em base de ameaças, pregando diversos tipos de discurso de ódio e preconceituoso.

Ameaçar uma nova AI-5, caso haja manifestações contra o governo, mostra toda a tirania desse governo atual, alguns vão dizer que quem falou não foi o presidente, foi o filho do presidente (o presidente não tomou posicionamento algum contra tal fala), e vão dizerem também que se trata de uma opinião, isso não é uma opinião é uma ameaça a sociedade e os direitos humanos.

%d blogueiros gostam disto: