Amanhã: Antônio Torres Faz 81 anos de Vida


13 de setembro, Antônio Torres, vai fazer 81 anos de vida. Nasceu no Junco, lugar hoje em dia conhecido como Sátiro Dia, em 13 de setembro de 1940, estreou na literatura com o livro “Um cão uivando para lua”, em 1972.

Laço


Quero saciar seus lábios
Trocar saliva
Roçando a minha língua
Na sua
Feito o movimentar
Das folhas de uma árvore
Ao bater aquele prazeroso ventinho
Da aurora
Fazendo-nos arrepiar
Os últimos fios de cabelo.
Quero me aprofundar
No seu ser carismático
E dentro dele formarei
Um laço
Que só você pode designar
E dele fazer do nosso amor
Uma eternidade.

Maravilha


Nesses dias,
Mergulho em poemas.

Das sete faces do desprezo


Das sete faces do desprezo
A Carlos Drummond de Andrade

Quando eu nasci, não teve sequer um anjo torto
Que me dissesse que a vida não é
Tão fácil o quanto parece ser
Disse: Vai, Valter, ser baiano na vida.

Ladeiras faz bem ao coração
Jovens apaixonados na esquina
Dizendo que não se apega a ninguém.
A tarde de puro sol, o perigo
É imprevisível mesmo que o dia
Seja azul.

O ser vestido de uniforme
Vai trabalhar no ônibus lotado
Sequer sabe se vai ser assaltado,
Acha que tem muitos amigos
No fim de semana.
O ser vestido de uniforme,
Mal sabe quando vai quebrar a cara.

Meu Deus, que sociedade de muita fé,
Que muito chama pelo Senhor,
Pessoas de muita fé e pouco amor.

Mundo mundo vasto mundo
Se eu me chamasse Carlos,
Eu seria outro poeta (?)
Nesse mundo vasto
Que maltrata meu coração.
Mundo mundo vasto mundo
Chega de ilusão?

Eu bem que vou dizer,
Esse mundo cheio de gente eu solitário
Em meu ego e vaidade
Vou me afogando
Sem sequer um abraço!

Valter Bitencourt Júnior, Salvador, Bahia, Brasil.

Valter Bitencourt Júnior lendo poesia da própria autoria “Perfeição”


Livro: Toque de Acalanto


Adquira o livro, Toque de Acalanto, livro da minha autoria (Valter Bitencourt Júnior), publicado em 2017, através  do Clube de Autores, no livro você vai encontrar mais de 100 poesias, poesias de 2009 à 2011.