Estude meu filho para que você seja doutor um dia


   Um dos meus amigos estava certo em suas palavras, muito antes de morrer dizia que “entraremos em um tempo muito complicado”, era um homem muito inteligente, assistia a televisão, lia livros, e passava a noite acordado lendo e escrevendo muitas das vezes. E ele estava certo, somente eu e alguns amigos que via porContinuar lendo “Estude meu filho para que você seja doutor um dia”

Restrição e Preconceito na Wikipédia


Mais uma vez tive o meu perfil Valter Bitencourt Júnior da Wikipédia bloqueado, memo com a minha justificativa de que não trata-se de um fantoche, esse bloqueio é nada mais nada menos como uma forma de restringir novos artigos, referente a poetas e escritores baianos, assim como artistas, que por sua vez teve uma grande trajetória nos meios artísticos e cultural,

Essa página seria uma forma de nada mais nada menos que consetar um erro que tenho feito em uma conta criada com o nome Valter bitencourt júnior (onde o sobrenome encontra-se em minúsculo), os administradores me bloquearam milhares de vezes, sem que eu possa sequer desenvolver um artigo. Assim foi o que fizeram com o meu perfil Valter Bitencourt Júnior, depois de ter lido e aprendido a criar páginas na Wikipédia, e artigos com referências confiáveis, eles por sua vez fizeram questão de ir contra os meus artigos, um dos artigos muito importante sobre o artista plástico, poeta e professor, Almandrade, onde dessa vez tive o apoio de um dos usuários da Wikipédia.

Resumo de meus estudos de literatura, trovadorismo, barroco, arcadismo, romantismo, parnasianismo, naturalismo, realismo, simbolismo, modernismo


Trovadorismo ou Quinhentismo, é o nascimento da literatura, que tem como início no séc. XII. O trovadorismo tem como base a escrita pelos trovadores (poetas, e cantada pelos jograis. O interessante é que os jograis cantavam, mas não faziam poesia, assim como os trovadores faziam poesia, mas não cantavam.

A principal escrita dos trovadores é o galego português as poesias, eram feitas e compiladas em “cancioneiras”, que eram uma espécie de coletânea, as principais “cancioneiras” era, a cancioneira da ajuda, cancioneira da vaticana, dentre outras.

Discurso – “Valter Bitencourt Júnior, consagrando-se membro da Academia de Letras de Teófilo Otoni”


Eu, Valter Bitencourt Júnior, só tenho a agradecer, por poder fazer parte da Academia Teófilo Otoni, pois juventude aprenda a explorar o melhor que se é oferecido, para a vida, e desfrute na melhor forma possível, brigue pelos os direitos, e sempre busque, o jovem por sua vez tem que aprender a ser protagonista. Cada ser tem um destino, e o meu destino são as palavras, assim como o meu trabalho, no qual busco a desenvolver, na melhor forma possível, para que no meu futuro fique a minha história, e que a minha história de vida não seja uma história qualquer, que também tenha os seus segredos, e mistérios.

Canção do Hierofante, de Elder Carlos dos Santos


Canção do Hierofante, livro da autoria de Elder Carlos dos Santos, com o prefácio do prof Germano Machado, quem escreveu a orelha do livro foi o Ivan de Almeida, livro publicado pela Cogito Editora e a Editoração CEPA, 174 página.