O Silêncio


O silêncio foi o sufoco Por entre a escuridão, O cérebro este labirinto Via palavras, como se Fossem escaneado, Do presente ao pretérito. O café em adrenalina Corria pelo corpo, Olhos vidrados, Em pânico. Fantasma Da vida, podem vim Em formas de lembranças. Um terremoto, Visões, a busca do entendimento Do eu e do nãoContinuar lendo “O Silêncio”