Suicídio

Suicídio

A mãe natureza é desprezada,
Até em tempo de pandemia ela é massacrada,
Quem mata a mãe natureza, também se mata!


A mãe natureza é desprezada,
Até em tempo de pandemia ela é massacrada,
Quem mata a mãe natureza, também se mata!

Bullying mata!

Como imaginar uma criança pedindo uma corda para se matar pelo fato de está sofrendo bullying na escola? É muito difícil ver uma situação dessa e não se chocar, estou chocado com tudo isso! Esse caso vem circulando pelas redes sociais e foi filmado pela própria mãe do garoto, segundo informação ela é australiana e se chama Yarraka Bayles. 


Como imaginar uma criança pedindo uma corda para se matar pelo fato de está sofrendo bullying na escola? É muito difícil ver uma situação dessa e não se chocar, estou chocado com tudo isso! Esse caso vem circulando pelas redes sociais e foi filmado pela própria mãe do garoto, segundo informação ela é australiana e se chama Yarraka Bayles.

Fico imaginando o quanto essa mãe tem sofrido por dentro ao ver o filho nessa situação, pois uma criança com 9 anos de idade, que muito tem pela frente, sofrendo a ponto de querer se matar com uma corda, ah, ele não pediu apenas uma corda, queria também uma faca para esfaquear o próprio coração. O nome dele é Quaden Bayles, e sofre de nanismo.

É necessário um trabalho de conscientização, o bullying mata, mexe com o psicólogo do ser, quanto a mente humana? A mente humana é quase um nada. É necessário discutir sobre o bullying dentro de casa, nas escolas, fazer trabalhos que venha a unir os estudantes mais e mais, assim o preparando para o “futuro”.

tn_7f6b6c0759_menino-1

 

Como lidar com os pais mal criados?


Essa pergunta me veio depois que eu li alguns artigos sobre “como lidar com os filhos mal criados”, é claro que eu não vou defender, que as crianças devem serem criadas de qualquer jeito, muito menos eu vou criar métodos de como deve criar uma criança ou de como deve ser um bom pai ou mãe. Cada um cria seus filhos de sua maneira, todos querem o bem de seus filhos em alguma forma.

Surgiu-me outras perguntas, como por exemplo “quem nunca foi criança um dia?”, existe pais que também erram, alguns gritam duas vezes mais o filho para mostrar que tem autoridade sobre ele ou bate em tudo que é canto do corpo do filho, achando que essa é a medida exata para educá-lo.

Existe pais que desconta no filho, o quê aconteceu com ele na infância, na mesma forma que existe pais que educam o filho de forma diferente do que já tem passado na infância. Tem pais que busca dá ao filho tudo o que ele não teve na infância.

Em um certo dia eu estava num bar, quando uma das pessoas perguntaram se eu tinha filhos, eu respondi que não, então essa pessoa falou que eu necessito ter um filho, porque isso me ajudaria a ter mais responsabilidade. Segundo a essa pessoa ela tinha um filho, separou-se da esposa, hoje em dia paga a pensão do filho. Eu fiquei refletindo “ser pai significa ter a responsabilidade de pagar a pensão do filho?”, eu não sou pai, mas uma coisa eu tenho em mente, ser pai é muito mais do que pagar a pensão do filho.

Acredito que pai e mãe é aquele que cuida e por sua vez busca está presente em todo momento, uma separação pode causar sérios problemas na mente de uma criança. Tem pai que joga o filho contra a mãe e tem mãe que joga o filho contra o pai, existe filho que sofre diversas pressões psicológicas de ambos os lados.

Finalizo por minha vez fazendo duas perguntas, uma é a que eu vi em alguns artigos “como lidar com os filhos mal criados” e a outra é a que veio em minha mente “como lidar com os pais mal criados?”.

Realidade


Uma droga
Que leva
Toda uma família
Em fúria.
A vida que vicia,
E nasce uma
overdose,
Que rouba o tempo
Maldita droga!
Que consome
E rouba a alma
Do ser.
……..
Em distância
O choro de um pai,
E o grito e desespero
De uma mãe.

Aborto?

Um dos assuntos polêmicos que muitas das vezes prefiro não discorrer, é sobre o aborto, principalmente quando eu sei  que se trata de uma vida em formação, que antes tem lutado para chegar em um óvulo, no meio de milhares   de espermatozoides.  Se a  gente parar para observar, a vida já é  um aborto.


     Um dos assuntos polêmicos que muitas das vezes prefiro não discorrer, é sobre o aborto, principalmente quando eu sei  que se trata de uma vida em formação, que antes tem lutado para chegar em um óvulo, no meio de milhares   de espermatozoides.  Se a  gente parar para observar, a vida já é  um aborto.

   É um tema que tem de ser debatido na sociedade, e tenho em mente que é uma decisão que tem de partir dos pais, é algo que choca qualquer ser humano, por mais que ele diga que é a favor ao aborto. O que não pode continuar acontecendo é que milhares de mulheres continuem reféns de clínicas clandestinas para abortar, ou continuem fazendo métodos de abortos caseiros correndo até mesmo o risco de vida (muitas das vezes).

    Na mesma da hora que sou a favor eu sou contra, porque eu sei que existe diversas gravidez de risco, em que é necessário abortar, e essa é uma das decisões mais difícil para qualquer mãe ou pai. Somente uma mãe e um pai sabe o que é perder um filho ou filha, por isso eu digo, abortar é uma decisão que  tem de partir dos pais.

   Não existe leis que venha coibir de que uma mulher aborte, queira ou não ela vai abortar em alguma forma, como vem acontecendo hoje em dia. Lembro que em alguns anos atrás  foram encontrados mais ou menos 6 fetos dentro de uma lixeira, no bairro onde eu moro, fetos estes descartados por alguma clínica clandestina.

   Criminoso vem sendo a forma que as leis vem fazendo, assim proibindo que uma pessoa possa abortar, essa mesma lei que criminaliza e mata muita gente, diante ao sistema que vivemos. Abortar ou não abortar, é uma decisão que tem de ser tomada pelos pais, não pela igreja, pelo Estado, pelos intelectuais…

images (1)

%d blogueiros gostam disto: