Destino


O passado bate em minha porta feito chamas Carregadas por um furacão, Enfurecidas lembranças. Jamais separaria os meus erros dos meus fracassos, Há coisas que não queremos que sejam eternas Como a realidade dos seus braços: É como comprar alguém E não querer ser comprado; Explorar e velar um diamante tão raro… Mas a joiaContinuar lendo “Destino”