Abaixo a Ditadura


Nosso país sempre foi golpeado e a ditadura militar foi também um golpe, muita gente foi massacrada pela ditadura militar, e hoje temos de conhecer mais a história do nosso país, ler com mais assiduidade o que já se tem passado em nosso país, pra que não aconteça o que já aconteceu anos atrás, para que nos previnamos, para que a gente tenha força, ler é indispensável. Os ditadores do estado buscavam acabar com os arquivos, fazia o máximo para destruir tudo aquilo que pudesse levar ao povo o conhecimento, tanto que eles queimavam livros em praça publica, e não apenas queimavam livros como também obrigava a escritores a saírem da sua terra natal pra outro estado ou outro país, alguns eram agredidos, outros assassinados, já vivemos em tempo de chumbo, não apenas escritores, poetas, compositores, cantores, como também jornalistas sofriam com a censura em nosso país, trabalhadores não tinham o direito de fazer manifestações para cobrar os seus direitos, para o estado todos tinham de trabalhar e não reclamar, pagar o imposto sempre foi uma obrigação (até nos dias atuais). Hoje muita coisa mudou, vivemos numa ditadura camuflada, numa “democracia” com a presença de governantes, de polícia do Estado, continuamos divididos em classes, e não estamos longes de sofrer mais uma intervenção militar, e a intervenção militar é tudo aquilo o que a burguesia quer, assim como boa parte da mídia, porque muitos conseguiram se beneficiarem com isso, menos a sociedade, que busca trabalhar para o sustento de cada dia, muitas das vezes sem o direito de lazer (E que lazer a sociedade tem com o salário mínimo, diante ao imposto que paga?). Ainda temos de continuar lutando, houve mais um golpe para aqueles que acreditam na democracia, passaram por cima da sociedade e elegeram um presidente que não veio através do voto da sociedade, manipularam todos, colocaram no poder um presidente que não merecemos, que busca burlar nossos direitos, temos de continuar nos organizando, o povo tem de saber e fazer uso do poder que tem, ainda acredito do povo pelo povo, e aqueles que nos governa tem medo de uma sociedade consciente, não investem na instrução pública, querem que limpemos a sujeira que eles fazem, querem que sejamos servos do estado, escravizam nos pela nossa necessidade de consumo. Que abramos os olhos ABAIXO A DITADURA!

images

Restrição e Preconceito na Wikipédia

Mais uma vez tive o meu perfil Valter Bitencourt Júnior da Wikipédia bloqueado, memo com a minha justificativa de que não trata-se de um fantoche, esse bloqueio é nada mais nada menos como uma forma de restringir novos artigos, referente a poetas e escritores baianos, assim como artistas, que por sua vez teve uma grande trajetória nos meios artísticos e cultural,

Essa página seria uma forma de nada mais nada menos que consetar um erro que tenho feito em uma conta criada com o nome Valter bitencourt júnior (onde o sobrenome encontra-se em minúsculo), os administradores me bloquearam milhares de vezes, sem que eu possa sequer desenvolver um artigo. Assim foi o que fizeram com o meu perfil Valter Bitencourt Júnior, depois de ter lido e aprendido a criar páginas na Wikipédia, e artigos com referências confiáveis, eles por sua vez fizeram questão de ir contra os meus artigos, um dos artigos muito importante sobre o artista plástico, poeta e professor, Almandrade, onde dessa vez tive o apoio de um dos usuários da Wikipédia.


Mais uma vez tive o meu perfil Valter Bitencourt Júnior da Wikipédia bloqueado, memo com a minha justificativa de que não trata-se de um fantoche, esse bloqueio é nada mais nada menos como uma forma de restringir novos artigos, referente a poetas e escritores baianos, assim como artistas, que por sua vez teve uma grande trajetória nos meios artísticos e cultural,
   Essa página seria uma forma de nada mais nada menos que consetar um erro que tenho feito em uma conta criada com o nome Valter bitencourt júnior (onde o sobrenome encontra-se em minúsculo), os administradores me bloquearam milhares de vezes, sem que eu possa sequer desenvolver um artigo. Assim foi o que fizeram com o meu perfil Valter Bitencourt Júnior, depois de ter lido e aprendido a criar páginas na Wikipédia, e artigos com referências confiáveis, eles por sua vez fizeram questão de ir contra os meus artigos, um dos artigos muito importante sobre o artista plástico, poeta e professor, Almandrade, onde dessa vez tive o apoio de um dos usuários da Wikipédia.
   Também tenho feito um artigo sobre o acadêmico, poeta, ficcionista, ensaísta e professor universitário Aleilton Santana da Fonseca, assim como tenho escrito um artigo sobre o Dicionário de Escritores Contemporâneos da Bahia, e logo foi colocado para eliminação rápida, e um artigo sobre o poeta e escritor, Gilberto Nogueira de Oliveira.
   Um dos grandes jornais de literatura de Curitiba, tem um artigo que sequer foi desenvolvido, onde a última edição foi escrita em 2009, eu por minha vez busquei dá continuidade a esse artigo sobre o Jornal Rascunho, jornal de suma importância e de grande circulação nacional, que tem grandes colunistas, como por exemplo Affonso Romano de Sant’Anna, Alberto Mussa, Flávio Carneiro, Luís Henrique Pellanda, Raimundo Carrero, dentre outros.
   É a Wikipédia por sua vez fazendo um grande trabalho de restrição, na Wikipédia tem muita gente que por sua vez vem buscando fazer um trabalho de ditador militar, queima de arquivo, onde dentro da Wikipédia tem uma panelinha que foi criado para a eliminação de artigo, para a limitação de contribuições de pessoas também séria, que tem por finalidade de contribuir com a Wikipédia.
   Falta muitos escritores da Bahia na Wikipédia, gente que tem um trabalho sério, que participa de sarais, antologias, que tem diversos livros publicados, que faz parte da Academia de Letras da Bahia (que sequer tinha uma foto foi eu que coloquei), que também organiza eventos, saraus, antologias, na Wikipédia tem um usuário chamado Stego, que tem colocado qualquer tipo de artigo criado por mim, como “eliminação por consenso”, fui perseguido, até ficheiros ele eliminou.
Chega de restrição na Wikipédia, chega de preconceito, perseguição!
Valter Bitencourt Júnior
 16003302_320926988308695_5663215152821166805_n
%d blogueiros gostam disto: