Por que Suzane Von Richthofen não deveria ter o direito de uma saída temporária no dia dos pais?

Por que Suzane Von Richthofen não deveria ter o direito de uma saída temporária no Dia dos pais? Muitas das vezes tudo nos leva ao óbvio, pelo fato de que ela ajudou  no assassinato dos próprios pais. Só que nem sempre queremos irmos além, em nossos pensamentos.


 Por que Suzane Von Richthofen não deveria ter o direito de uma saída temporária no Dia dos pais? Muitas das vezes tudo nos leva ao óbvio, pelo fato de que ela ajudou  no assassinato dos próprios pais. Só que nem sempre queremos irmos além, em nossos pensamentos.

   Imagine quantas pessoas sofrem, por terem perdido o pai ou a mãe? Quantas pessoas sofrem por terem perdido ambos? Muita gente sofre com isso. Só que o caso da Suzane Von Richthofen, é diferente (para muitos), pelo fato de ela ter ajudado a matado os pais, dela mesma.

   Pior que a morte é o sofrimento, e esse pode ser o tempo mais doloroso da vida dela, em que ela vai cair na real de que matou os próprios pais, e que não vai ter o que comemorar, e também sabe que vai voltar para a cadeia assim que tudo passar.

   Ela já sabe que destruiu a própria vida, e soltar ela temporariamente nos dias dos pais, não é deixar de fazer a justiça, até porque sabemos e ela também sabe, que ela vai continuar cumprindo a pena pelo o que tem feito.

unnamed.jpg

A Menina Que Matou os Pais

  Não podemos condenar o filme sem ao menos ter assistido, temos que saber a finalidade do filme, se tem alguma mensagem a nos transmitir para que outros casos como esse não aconteça.


   Um filme baseado em fatos reais, muitas das vezes mexe muito com a nossa estrutura psicológica também, faz com que a gente reflita em diversas formas, muitas das vezes numa forma positiva e em outras em forma negativa.

    E quem leu o título já sabe sobre o que estou me referindo, a um filme que vai narrar o julgamento de Suzane Von Richthofen e Daniel Cravinhos, onde Suzane ajudou para que matassem os próprios pais, não esquecendo que Suzane e Daniel tinham um relacionamento em que uma das famílias não aceitavam. Claro que temos a ciência de que esse não é um motivo para que uma filha faça parte do assassinato dos próprios pais, mas algo que muito pode ser discutido em nossa sociedade, onde muitas das vezes um namoro tem a interferência de parte da família em um dos lados (homem ou da mulher).

  Não podemos condenar o filme sem ao menos ter assistido, temos que saber a finalidade do filme, se tem alguma mensagem a nos transmitir para que outros casos como esse não aconteça. Podem mostrarem também o quanto um ser humano pode se tornar num verdadeiro monstro, num psicopata, imaginar o sofrimento do outro em dores, sendo espancado com marretadas na cabeça, e o pior é saber que a filha foi uma das participantes de toda a ação.

   O diretor do filme Mauricio Eça, com certeza vem acompanhando o que se passou, e se vai fazer um filme, é pelo fato de saber que tem algo a ser mostrado, e somente saberemos quando estiver disponível para a gente assistir.

images (1)

 

%d blogueiros gostam disto: