Mais Uma Forma de Interagir Com os Amigos e Amigas

Meu primeiro podcast


Escute através do Spotify.

Fiz o meu primeiro podcast, li três poemas de minha autoria “Sede”, “Meu ego” e “Quero mesmo é um disco voador”, ambos os poemas se encontram no livro “Você Pode: Antologia”.

De coração


À minha tia Edileuza

Não, não estamos aqui de passagem,
Estamos aqui para levar
O que há de melhor dentro de si.
Estamos aqui para viver a vida,
Para aprender a ser forte!
Engana-se quem acredita
Que a vida é um nada,
Aprendemos quando descobrimos
Que a vida é um tudo,
Ganhamos quando percebemos
Que nada é em vão.
Que no coração humano
Não falte o conforto,
Que no coração humano
Não falte a esperança,
Que no coração humano
Não falte o consolo
E que todos aprendam
A estender as mãos ao próximo.
Que jamais nos falte o abraço!

Valter Bitencourt Júnior, Salvador, Bahia, Brasil.

É mais que necessário aprender a amar!

É mais que necessário aprender a amar, amar as pessoas que circulam por nossa volta, por mais que ela não apresente amor, amar as árvores, o cantar dos passarinhos, os rios e suas nascentes, as cachoeiras, amar os animais, amar a vida.


É mais que necessário aprender a amar, amar as pessoas que circulam por nossa volta, por mais que ela não apresente amor, amar as árvores, o cantar dos passarinhos, os rios e suas nascentes, as cachoeiras, amar os animais, amar a vida.

Mais que necessário jogar de lado as desavenças, é mais que necessário aprender a ser compreensível, é mais que necessário entrar em consenso, quebrar as barreiras do preconceito. E na falta de amor aprender a amar novamente. Criar amigos ao invés de inimigos, não perder a esperança de que ainda há pessoas boas nesse mundo.

Aprender a amar a si mesmo e nesse aprender a amar a si mesmo germinar o que há de melhor dentro de si. Levar ao próximo palavras de conforto, saber abraçar, saber sentir o outro e ter misericórdia, compaixão e mais e mais amor.

É mais que necessário buscar a paz e levar a paz, assim compreendendo que somos todos irmãos e que o nosso sangue tem a mesma cor, aprender a viver a vida, fugir das ilusões, não criar perspectiva demais. É mais que necessário aprender a escutar o sim e o não.

Jamais perder a utopia, sempre acreditar num mundo melhor, mundo este que respiramos e que aprendamos a compartilhar do mesmo ar que respiramos.

Mistério

Abriu o coração
E vestiu-se de rosa,
Rosa o tempo
Pálido que floriu
Em instantes
O dia que renasceu
Feito o pulsar
Do coração
Que despertou-se da aurora
Foi-se deslizando
Vaga-rosa.
Enxergando a nudez
E a pureza,
Os óculos visava
De forma minuciosa
Chovia no lado de fora
E a lente transbordava
E tudo transformou-se
Em neblina.


Abriu o coração
E vestiu-se de rosa,
Rosa o tempo
Pálido que floriu
Em instantes
O dia que renasceu
Feito o pulsar
Do coração
Que despertou-se da aurora
Foi-se deslizando
Vaga-rosa.
Enxergando a nudez
E a pureza,
Os óculos visava
De forma minuciosa
Chovia no lado de fora
E a lente transbordava
E tudo transformou-se
Em neblina.

%d blogueiros gostam disto: