Uma pequena avaliação

   Hoje eu resolvi fazer uma pequena avaliação, diante a tudo o que eu já tenho publicado, e a cada leitor que vim adquirindo ao longo do tempo. Eu por minha vez tenho resolvido fazer algumas mudanças, que não foi nada fácil, resolvi estabelecer alguns contatos em minhas redes principais, como por exemplo pessoas da família e amigos (as) próximos, e deletei outros, não que esses que tenho deletado não tenha importância em minha vida, todos tem a sua importância, e agradeço muito por me acompanharem.

   Os livros que eu tenho publicado já se encontram disponíveis nas livrarias e lojas virtuais: Lojas Americanas, Mercado Livre, Submarino, CanalShoptime, Zoom, Buscapé, Estante Virtual, Amazon, Livraria Cultura, Walmart, Magazine Luiza… Publiquei ambos, na minha condição de autor independente, alguns dos livros eu tenho publicado sem o interesse em dar autógrafo, criei a página de acordo com o que o site me permitiu, e editei os livros, numerei da minha forma.

   Publicá-los vem sendo uma grande vitória, graças ao Clube de Autores e a Amazon, hoje tenho 6 livros publicados. Acredito que muitos dos escritores, poetas… deveriam conhecer um pouco mais sobre essas empresas, que ajudam o autor independente a levar o seu trabalho, mesmo sabendo a dificuldade que passamos, quanto autor independente.

   Não sei como vai ser o ano de 2019, diante a este novo governo que vai assumir a presidencia do nosso país. Não sei como vai ser as consdições das livrarias que buscam sobreviver em nosso país, o que eu sei é que muitos estão apostando no “virtual”, eu acredito que o livro impresso continua sendo insubstituível. Eu publiquei em diversos sites de poesias, os amigos leitores podem lerem as minhas escritas através de diversos sites: Recando das Letras, Literart, Movimiento Poetas Del Mundo, Pensador…

   Acredito que seguir em frente é sempre necessário, fazer algumas avaliações, refletir tudo o que já foi feito, analisar… E assim vou seguindo em frente!

Anúncios

Eu

Este mundo imenso, imenso mundo De pessoas que nem sempre se acham Grandiosas, este mundo de pessoas Que acreditam em valores e perdem valores. Mundo de vapores E construções, pessoas em estilhaços Amordaçado – coração. Mundo imenso, imenso mundo de seres viventes, Mundo movente, comove por dentro Pega fogo e se consome – exausto. Tudo vai perdendo o sentido, Como esse mundo vasto e imenso, Querendo ser explorado, explorado Mundo incompreensível. E assim vai seguindo o mundo, Este mundo imenso, de máquinas Movidas a vapor, combustível Ou sangue – mundo imenso, De pessoas que fingem amar, De pessoas que se acham donas da outra, Que firmam a posse, e se acham Únicas, e perde a que se mostrar Inferior. Este mundo imenso, imenso mundo.

Qual será a preocupação dos principais jornais hoje em dia?

   Acredito que hoje em dia os jornais estão fazendo o máximo para levar informação para a sociedade sobre o que vem passando no país e fora do país também. Eles querem ao menos ter o direito de dizerem “eu avisei”, diferente do que veio se passando ao longo desses anos, em que muitos viam os jornais como meio de manipulação, os jornais vem buscando mostrar que de fato quer levar informação sem manipulação, algo que não é fácil, porque para isso também cabe a sociedade prestar atenção em cada notícia, verificar as fontes, e se informar sempre ao que vem se passando ou não.

   Estamos numa era de fake news nas redes sociais, hoje em dia as pessoas acabaram desacreditando nos jornais, pelo o que muitos já transmitiram, assim deixando até mesmo uma má visão sobre o que venha ser o jornalismo, e os jornalistas (claro). As pessoas vem acreditando em notícias repassadas através das redes sociais, vindas através de amigos para amigos, e ai que está o problema, notícias falsas que acabam se tornando “verdadeiras”, são notícias sem fontes, vinda através do “disse me disse”, e dos achismos, e de uma certeza falsa também.

   Quando me refiro aos principais jornais, eu quero me referir ao jornalismo em si, e isso envolve os jornalistas, porque são eles que transmitem as informações de acordo ao que vem se passando. E hoje em dia o assunto é política, e todos estão fazendo o máximo para mostrar o que de fato vem passando na política brasileira ao longos destes tempos, quem sabe de 2013 para os dias atuais.

   E muitos jornalistas de fato estão preocupados, preocupados com o que pode vim pela frente, preocupados com a censura, preocupados com o abuso de poder e a interferência do governo na mídia, fazendo com que muitas informações sejam ocultas para a sociedade em si.

Jesus negro, olhos negros, pobre e quem sabe morador de rua

   Muitas das vezes o artista vai além, e nos leva a milhares de reflexões, fizeram uma estátua de Jesus como se fosse um mendigo, no Rio de Janeiro,  em homanagem aos moradores de rua, hoje em dia temos o dia de tudo, inclusive o “Dia Mundial dos Pobres”.

   Segundo ao G1 – Portal de Notícias da globo, o nome da estátua é  “Jesus sem-teto”, quem sabe essa estatua traga a ideia do que de fato foi Jesus, um homem simples, humilde, inteligente, que pregava as palavras do pai. Muitos criam Jesus como se ele fosse branco, de olhos azul, com uma dentição impecável e humilde, ao menos algo que eles sempre manteve, a humildade de Jesus.

    A imagem de “Jesus sem-teto” foi um presente do artista canadense Timothy Schamlz para a arquidiocese do Rio. E será inaugurada e exposta no dia 18 de novembro.

Segundo o G1 – Portal de Notícias da Globo:

A partir do dia 18 de novembro, cariocas que passarem pelo Centro da cidade vão poder ver uma representação artística de Jesus Cristo diferente da imagem tradicional do filho de Deus para os cristãos. A escultura, doada por um artista canadense, representa o “Jesus sem-teto” deitado em um banco de praça com um cobertor fino sobre o corpo.

images.jpeg

Fonte: https://glo.bo/2OGQsau

Qual é a Importância da Consciência Negra?

    Estamos em um tempo de questionar, questionar para os outros e para si mesmo, sobre as nossas origens, as nossas raízes, a nossa raça, a nossa cor. E por minha vez resolvi fazer mais uma pergunta.

   Qual é a importância da Consciência Negra? Essa pergunta  serve para todos nós, ser humano, que busca separar o ser em espécies, de acordo com a cor, e até mesmo religião, condição financeira, cultura…

images.jpeg

 

Quantas pessoas você jogou pra baixo hoje?

   Um mundo imenso de pessoas de todo tipo, jeito, aspecto… De boas pessoas e más pessoas. Um mundo, o mundo.

   Pois bem, eu fiz uma pergunta contraditória, quantas pessoas você jogou pra baixo hoje? No mundo em que vivemos, onde o ser aprendeu a valorizar o papel e  a desvalorizar a sua própria espécie.

   A pergunta foi feita para criar um espanto, para que possamos refletir, o quanto somos capaz de jogar o outro pra baixo, e também enxergar o quanto nos tornamos pequenos jogando o outro pra baixo.

    Nosso ego de ser maior, nos torna muitas das vezes  num  monstro, a nossa vaidade de querer ser melhor, pode nos fazer massacrar o próximo, e faz. É o que vem se passando hoje em dia.

    A pergunta que tem de ser feita é, quantas pessoas você motivou hoje?

Valter Bitencourt Júnior

Valter Bitencourt Júnior, Salvador, Bahia, Brasil.

Qualquer coisa vinda da boca do Bolsonaro ou da boca dos filhos dele não me causa espanto

   Qualquer coisa vinda da boca do Bolsonaro ou da boca dos filhos dele, não me causa espanto, acredito que ele já falou muita asneira, e o que faz medo é algumas de suas ações, enquanto ele estiver apenas falando tudo bem.

   Medidas que podem comprometer a sociedade é o que ele já vem tomando, muito antes de tomar posse da presidência, quem vai arcar com as consequências somos nós, querem acabar com o Ministério do Trabalho, fazer a união de algumas pastas do ministério, dizendo ser uma medida para diminuir gastos. 

   É exatamente o que ele veio dizendo, em tirar direitos, e gerar mais trabalhos, e isso é o que todo governo quer, e as empresas também, trabalhadores que produzam, que ganhe menos, e que trabalhem e trabalhem. As palavras vindas da boca dele não me causa espanto, o que vem me causando espanto são as ações que ele vem tomando, mesmo sabendo que existe um Sérgio Moro, fazendo parte de um dos ministérios ao convite do próprio Bolsonaro.

   Ele vem mostrando que vai ser um bom governo dos empresários, e não vem mostrando que vai ser o governo do povo, como muitos estão querendo que ele seja, e essa conversa de qualquer coisa “nós tira”, não é bem assim, e mesmo que fosse, o estrago lá em Brasília já pode ser maior do que se imagina.

images (1).jpeg

 

Rir e fazer piada da morte dos outros

   Hoje em dia tudo vem sendo assim, as  pessoas não respeitam sequer um defunto, riem, fazem piadas, difamam, fazem  comentários preconceituosos, tudo parece que veio mudando ao longo do tempo, e as pessoas foram perdendo a sensibilidade também.

   Riem da morte do outro, alguns passam 24 horas fazendo comentários tolos de pessoas que morrem, não respeitam o defunto e muito menos a família do defunto. Estamos em um tempo complicado, em um tempo triste, se esse tempo sempre existiu, ele vem se tornando mais visível ainda, principalmente nas  redes sociais.

     Estão perdendo a ética, e a pureza da sensibilidade, de sentir o que o outro sente. Isso não quer dizer que a   pessoa tenha de chorar, ou se fazer de triste, o que tem  de existir é o  respeito, a consideração de um para com o outro é o que mais importa.

images.jpeg

A solidariedade é capaz de transformar o mundo

   E se a solidariedade passar a ser praticada? Seria muito bom se as pessoas  ajudassem umas as outras, não por uma questão de interesse  pessoal, e sim, por uma questão de amor. Por uma questão de querer fazer o bem, e se sentir bem, em fazer o bem.

   Quem sabe o Brasil seja um país, onde a solidariedade ainda venha estando presente, posso estar enganado, mas é o que ainda venho sentindo em nosso país. Somos capaz de estender as mãos para o próximo, gosto de  fazer uso do plural e incluir todos, mesmo sabendo que existe algumas pessoas que não ajudam o próximo, tudo existe as suas exceções.  A solidariedade é capaz  de transformar o mundo, e tudo depende da minha pessoa e das demais pessoas. A  solidariedade tem de partir do indivíduo para o coletivo, uma ação voluntária, autonoma que se torna  coletiva.

images